Buscar
  • Ribeiro e Bittencourt

Microagulhamento: conheça os benefícios do tratamento, quem pode fazer e os cuidados



Você sabe o que é microagulhamento? Esse procedimento estético vem ganhando cada vez mais pessoas que desejam ter a pele dos sonhos.


O tratamento com microagulhamento estimula o colágeno da pele e atenua sinais de envelhecimento. A técnica serve ainda para remover cicatrizes, manchas, rugas, acnes e linhas de expressão.


A importância de buscar profissionais capacitados implica o processo, os resultados e, principalmente, a saúde dos pacientes.


Neste artigo, abordaremos tudo sobre microagulhamento, quem pode fazer, seus benefícios e os cuidados. Acompanhe!


O que é microagulhamento facial?


O microagulhamento facial, ou Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), consiste em um procedimento com agulhas finíssimas, que podem ter a partir de 0,25 mm, para criar microperfurações na epiderme, a camada mais superficial da pele.


Com isso, o procedimento provoca microferimentos na pele, que se esforça para se restabelecer após ser lesionada. É justamente essa capacidade de se recompor que produz o colágeno e garante a renovação da pele.


Existem vários tipos de microagulhamento e, em alguns casos, os aparelhos podem ter até 540 agulhas de aço cirúrgico ou titânio. O tratamento pode ser feito com dois tipos de aparelhos: o Dermaroller, um aparelho manual, e a DermaPen, que é automático.


Como o microagulhamento é feito?


A técnica de microagulhamento é feita com microperfurações na epiderme. Por isso, é importante que o processo seja feito em uma clínica especializada ou, se feito em casa, com o acompanhamento de um profissional.


A primeira etapa do microagulhamento é a aplicação do creme anestésico, entre 30 e 50 minutos antes do procedimento com o Dermaroller ou a DermaPen. Vale ressaltar que o profissional decidirá sobre o uso dos aparelhos de acordo com cada necessidade.


Ao iniciar o tratamento, são feitos movimentos em toda a região onde se desejam resultados. Os movimentos podem ser repetidos entre 10 e 15 vezes em uma mesma região, podendo também mudar a direção.


Essa etapa do microagulhamento pode provocar pequenos sangramentos, que variam de intensidade de acordo com a espessura das agulhas. Porém, essa reação cessa em pouco tempo após o uso dos aparelhos.


Nessa etapa, é possível associar a ação das agulhas com medicamentos ou dermocosméticos. A técnica chamada Drug Delivery pode potencializar os efeitos do procedimento, e deve ser acompanhada por um profissional.


Quantas sessões são necessárias?


Na maioria dos casos, são necessárias entre três e quatro sessões para chegar ao resultado esperado, mas pode haver situações em que mais sessões sejam necessárias – isso vai variar de acordo com a necessidade de cada paciente.

As sessões podem acontecer com intervalos de um mês entre cada uma, para que a pele possa se recuperar.


O microagulhamento dói?


O microagulhamento no rosto pode provocar incômodos, como dores leves e ardor, que podem variar de acordo com a intensidade do tratamento ou o tamanho das agulhas. Por isso, é comum que profissionais utilizem cremes anestésicos antes do processo.




Para que serve esse procedimento?


O tratamento é usado para várias finalidades. Entre as principais estão:

  • diminuir a aparência de poros dilatados;

  • tratar manchas na pele;

  • melhorar a firmeza e a elasticidade da pele;

  • tratar e evitar rugas;

  • colaborar para a melhora da textura da pele; e

  • tratar cicatrizes.

Quais são os benefícios do microagulhamento no rosto?


A popularidade do processo de microagulhamento vem crescendo e, por causa das suas vantagens, está ganhando cada vez mais adeptos. Vamos ver alguns dos principais benefícios do procedimento.


Reduz cicatrizes


Causadas por acidentes ou até mesmo excesso de acne, cicatrizes no rosto podem ser um incômodo. O tratamento consegue reduzir essas marcas por meio do processo de reconstrução da pele pelas fibras de colágeno.


Melhora a firmeza da pele


O microagulhamento ainda ajuda a dar firmeza e elasticidade à pele, além de prevenir rugas e marcas de expressão.


Tratamento de manchas


As manchas na pele podem ter várias causas, sejam os melasmas e até mesmo as causadas por acne. Com o processo, é possível remover ou reduzir essas manchas.


Reduz a aparência de poros dilatados


Outro benefício é a redução dos poros dilatados no rosto. Causado pelo excesso de oleosidade da pele, esse efeito tende a incomodar algumas pessoas, que podem ter ainda outros problemas como tons irregulares e acne.




Tipos de microagulhamento: conheça o mais indicado para o seu caso


Apesar de a técnica do microagulhamento ser a mesma, existem diferentes tipos de tratamentos para cada tipo de problema.

Como o ácido hialurônico, que pode ser usado para ajudar a hidratar e dar mais elasticidade à pele e auxiliar em tratamentos para remover cicatrizes causadas por acne.


Para os casos de melasma, o tratamento pode ser feito com uso de compostos como belides, alpha arbutin ou a biofoetida. Esses ativos agem ajudando a clarear a pele, removendo os melasmas.


Um dos tratamentos de microagulhamento mais conhecidos é o que busca o rejuvenescimento da pele. Vitamina C, ácido hialurônico e aminoácidos são os mais usados nesse processo.


Existe ainda o tratamento para estrias no rosto. Sim! Apesar de raro, isso pode acontecer e, nesse momento, os efeitos do microagulhamento podem reverter o processo. Ativos como raffermine e DMAE podem ser usados com as agulhas, potencializando os efeitos do tratamento.


Cuidados necessários após realização do procedimento


A pele pode ficar rosada até 48 horas depois do procedimento, mas esses resultados inflamatórios são respostas normais e fazem parte do processo de autorreparação.

Além disso, é obrigatório o uso de filtro solar, já que a pele estará sensível, e a exposição aos raios danosos do sol pode causar manchas e queimaduras.

Por fim, vale salientar que hidratação é a chave de tudo! É preciso beber água, pois ela é essencial para manter a pele saudável e potencializar o resultado de qualquer tratamento estético.


Para saber mais sobre o microagulhamento, acesse o nosso site ou entre em contato conosco para mais informações.



Gostou deste artigo? Então, confira outros títulos em nosso blog:



71 visualizações0 comentário